Siga nossas redes sociais

Notícias

Mulheres do Cadoz recebem orientações sobre o feminicídio

As artesãs e marisqueiras do Cadoz receberam, na segunda-feira, dia de São João, a visita de representantes da Fundação Verde Herbert Daniel. O tema central do encontro foi o feminicídio, um crime de ódio contra as mulheres, que tem sido discutido em todo o país.

A presença da fundação, representada por Rejane Galvão, Rosa Nascimento e Christiane Correia, aconteceu através da parceria entre as secretarias do Meio Ambiente e Trabalho e Assistência Social. “Foi um momento de troca de saberes em que as mulheres tiveram voz para falar das violências vivenciadas cotidianamente e aprenderam sobre os diversos tipos de violências - moral, física, patrimonial e econômica, psicológica e sexual”, destacou a secretária Alessandra Costa.

Conforme dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem a quinta maior taxa de feminicídio do mundo. Em Alagoas, só nos três primeiros meses deste anos, o número de casos registrados é quatro vezes maior que os relacionados durante todo ano de 2018. “Esses esclarecimentos viabilizam o empoderamento das mulheres e acaba sendo uma arma de defesa contra as várias formas de violências e abusos sofridos no dia a dia", explicou Monica Lecy, coordenadora do Bolsa Família.

Após a roda de conversa as mulheres participaram da oficina de sabão, feito a partir do reaproveitamento do óleo de cozinha. "A oficina tem como objetivo contribuir com o meio ambiente e com o empoderamento econômico das mulheres do Cadoz", enfatizou o secretário do Meio Ambiente, Redson Cavalcante.

mais notícias