Portal da Transparência
Siga nossas redes sociais

Notícias

Mestre Zé Hum é homenageado com Sala de Leitura na Escola Paulo Soares

Gestão reconhece a importância de Mestre Zé Hum para Coqueiro Seco
Gestão reconhece a importância de Mestre Zé Hum para Coqueiro Seco

Ele é Patrimônio Vivo da Cultura de Coqueiro Seco. Pandeirista de Chegança e Pastoril é um dos orgulhos dos coqueirenses, que agora empresta seu nome à nova Sala de Leitura na Escola de Educação Básica Paulo Soares de Albuquerque.

Na solenidade, que contou com a presença da prefeita, secretários, assessores e a Mestra do Patrimônio Vivo do Estado de Alagoas e professora aposentada Lucimar Alves, o homenageado foi reverenciado por todos, como alguém que, com sua arte, faz parte da rica história de Coqueiro Seco.

A coordenadora pedagógica Sirleide Bernardo, diz que a escola, anteriormente, já contava com um espaço para leitura, mas não era um local diferenciado. A nova Sala de Leitura, por outro lado, conta com a parceria dos alunos, como monitores, assessorando no funcionamento. “A partir de agora a Sala de Leitura é, efetivamente, parte da escola. Nossa intenção é que esse espaço sirva como mais um local de integração entre os alunos e mais uma ferramenta de aprendizagem”, diz Sirleide.

Mestre Zé Hum
Pandeirista autodidata, foi influenciado pelo pai Ermenegildo Gomes Pureza, brincante da Chegança de Antônio Vicente e dos folguedos de Pedro da Empresa e do Seu Orlando Ferreira de Araujo. Zé Hum gostava de acompanhar o pai para ver as brincadeiras e prestar atenção para aprender. Assim, interessou-se em tocar pandeiro e acabou fazendo seu próprio instrumento a partir de um pedaço de barril e vegetação local.

Galeria de Fotos
mais notícias