Siga nossas redes sociais

Notícias

Governo Federal mantém Coqueiro Seco no Mapa do Turismo do Brasil

Turistas de Pernambuco conheceram a Igreja Nossa Senhora Mãe dos Homens e também aprovaram a riqueza cultural e as belezas naturais de Coqueiro
Turistas de Pernambuco conheceram a Igreja Nossa Senhora Mãe dos Homens e também aprovaram a riqueza cultural e as belezas naturais de Coqueiro

O trabalho sério e focado valeu a pena e Coqueiro Seco segue como destino reconhecido pelo Governo Federal e um dos 46 municípios de Alagoas cadastrados no Mapa do Turismo brasileiro.

O Mapa do Turismo é atualizado a cada dois anos e reúne municípios com real vocação turística ou impactados pelo setor de viagem. O objetivo é nortear a definição de políticas públicas, incluindo a destinação de recursos do Ministério do Turismo para obras de infraestrutura e oferta de cursos de qualificação profissional, por exemplo, para o desenvolvimento daqueles que têm potencial, mas carece de estruturas física e de capacitação. “Reconheço a determinação da nossa equipe para que Coqueiro Seco seja conhecido e admirado. Aqui temos cultura, temos arte, musicalidade, religiosidade, gastronomia e um povo acolhedor. A cada conquista que chega para desenvolver Coqueiro Seco eu me realizo enquanto gestora”, destaca a prefeita Decele Dâmaso.

De acordo com o novo Mapa, Coqueiro Seco faz parte do roteiro Região Lagoas Mares e Rios do Sul. “Trabalhamos bastante para manter Coqueiro como destino turístico. Respondemos um questionário com 90 questões. Além disso, o Ministério constatou a existência de atrativos naturais, culturais e bens tombados. Graças aos investimentos da gestão em infraestrutura, na preservação da cultura, no fortalecimento do turismo religioso e na excepcional culinária que temos, deu tudo certo. Agora é trabalhar mais, para gerar novas oportunidades de renda e fortalecer a economia local”, destaca a secretária do Turismo, Betânia Barros.

CADASTRAMENTO

Para se cadastrar, os municípios precisam atender aos critérios estabelecidos na Portaria 41/2021. Entre eles estão possuir um órgão responsável pelo setor turístico e orçamento definido para investimentos. Também é necessário que as empresas e trabalhadores estejam registrados no Cadastur – Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos. Este credenciamento certifica ao turista que o serviço é regularizado e confiável.

Carminha é um dos destaques da culinária regional. Boleira de mão cheia, produz iguarias como pé de moleque, grude e bolos de mandioca e de milho
Carminha é um dos destaques da culinária regional. Boleira de mão cheia, produz iguarias como pé de moleque, grude e bolos de mandioca e de milho

“Os gestores municipais precisam assumir o compromisso de priorizar o setor, que é de fundamental importância na economia do nosso país, gerando emprego e renda para milhares de famílias em todo o país”, destaca o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

*Com informações do Ministério do Turismo

mais notícias