Siga nossas redes sociais

Notícias

Coqueiro Seco cumpre metas para entrar no Mapa do Turismo

Betânia Barros e Herbert Araújo representaram Coqueiro Seco
Betânia Barros e Herbert Araújo representaram Coqueiro Seco

Em meios às conquistas alcançadas na gestão atual, Coqueiro Seco está cumprido todas as metas do processo de atualização do Mapa do Turismo Brasileiro, que acontece a cada dois anos.

Na terça-feira,12, no Hotel Village, na Barra de São Miguel, os assessores Betânia Barros e Herbert Araújo participaram de um evento, convocado pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) para discutir a mobilização e sensibilização dos gestores municipais para adesão das cidades alagoanas ao novo Mapa.

A proposta é identificar os destinos com potencial turístico no Estado e esclarecer as mudanças na lista de critérios obrigatórios para integrar o projeto.

Atualmente, Alagoas conta com 67 cidades identificadas com vocação turística de acordo com a última atualização do Mapa do Turismo realizada em 2017. A ideia é que, conforme a política do governo federal, haja um refinamento dos municípios que, de fato, apresentem potencial voltado ao setor a partir da inserção destas novas exigências.

Entre os compromissos e recomendações para a inclusão dos municípios na versão 2019, o Ministério do Turismo (Mtur) determinou a presença de um órgão responsável pelo turismo, orçamento próprio destinado ao setor, necessidade de um conselho de turismo ativo, participação de uma instância de governança, além da existência de prestadores de serviços turísticos que estejam registrados no Cadastur. Agências de viagem, organizadoras de eventos, parque temático, acompanhamento turístico, guia de turismo, meios de hospedagem e transportadora turística estão entre as atividades assinaladas na Base de Cadastros Obrigatórios.

Os representantes de Coqueiro defendem que apenas os municípios que tenham vocação turística façam parte do Mapa. “Coqueiro Seco certamente fará parte do novo mapa, porque nós temos a Lagoa Mundaú e seus canais, patrimônio material e imaterial, com duas igrejas tombadas, estamos na unidade de preservação, que é a APA de Santa Rita, temos musicalidade, gastronomia deliciosa e um rico artesanato”, explica Betânia Barros.

Prazos e datas
Coqueiro Seco, seguindo a agenda, tem até o dia 30 de junho para formalizar o cadastramento e inserção dos documentos no Sistema de Informação do Programa de Regionalização do Turismo. A partir da adesão, todas as cidades inseridas serão beneficiadas por meio de políticas públicas federais e destinação de recursos do Ministério do Turismo.

Foi a primeira, coordenada pelos técnicos da Sedetur, com a presença de secretários e dirigentes municipais da região turística Lagoas e Mares do Sul, que conta com Coqueiro Seco, Marechal Deodoro, Pilar, Barra de São Miguel, Roteiro, Coruripe, Jequiá da Praia e Feliz Deserto. No próximo dia 20, em Marechal Deodoro, os gestores municipais voltarão a se reunir para finalizar os ajustes do regimento interno, visando a organização, operacionalização e planejamento das ações inerentes ao desenvolvimento e sustentabilidade das atividades turísticas locais, para o novo biênio 2019/2020”, destaca Herbert Araújo.

mais notícias